Postagens

Popper - A miséria do historicismo

Imagem
  Nota histórica. Tese central: o historicismo (a ideia de que é possível prever o destino histórico com base no crescimento do conhecimento humano) é impossível. Prefácio O presente livro critica o historicismo, mas não o refuta. A refutação é: 1: O curso da história humana é fortemente influenciada pelo crescimento do conhecimento humano. 2: Não é possível prever científica ou racionalmente a expansão do conhecimento. Minha prova consiste em evidenciar que nenhum previsor científico – seja um homem de ciência ou máquina de calcular – tem como antecipar, utilizando métodos científicos, os resultados que futuramente alcançará. Tentativas em tal sentido só dão resultado após o evento, quando já é demasiado tarde para uma previsão; só dão resultado quando a previsão do futuro se faz previsão do passado. 5 3: Logo não é possível prever a história. 4: Logo não pode haver uma teoria científica do desenvolvimento histórico que gere previsões, não pode haver história teórica da mesma form

Seminários etc

Imagem
Browne - https://www.youtube.com/watch?v=-2thnNqI2Oo Darwin recorder of nature > Darwin começou a anotar em edinburgh. sob a tutela de robert grant >Depois foi cambridge, depois bealge >Beagle: anotar tudo, mais de uma vez Writing: record of life and its context; listagem de materiais para futura análise; forma de encontrar suas influencias; processo colonizador apropriador dos índigenas > Private writings: notebooks > a árvore pode ser uma representação das extinções não uma árvore evolutiva > Ideias de paley, malthus e Lyell. ver img >First pencil sketch 1842 > the essay 1844 (o que conta pra emma) > na segunda ed do journal of researches tem a primeira fala publica do darwin quanto ao transmutacionismo SKILLBUILDING - ISH2021 NÃO FAZER Recomendar ou não explicitamente Dizer que o artigo deveria ser outro Dizer que não é certo pro journal (isso é trabalho do editor) Pedir pra citar algo seu sem motivo Ser vago Dizer que está mal escrito sem especificar no q

Myths I

Imagem
WALLER - Fabulous science INTRO  Until recent decades, the history of science was largely written by those who wished to place their chosen subject in as favourable a light as possible. Their motivations were various. Sometimes they worked at the behest of individual scientists who wanted to make sure that their part in the great drama of discovery did not go unsung. In other cases, the key requirement was a good story. More laudably generations of teachers of scientific subjects have wanted heroes for much the same reason that Livy gave the Romans Horatio: to inspire by example. The chosen ones entered the Pantheon of scientific heroes. Great laboratories and institutes were named in their honour; each new generation of students was given accounts of their travails and ultimate triumphs; and assorted statuary serves as a perpetual memorial to their greatness. In the last few decades, however, this approach has been rightfully impugned. A new generation of scholars has shown that in ma